PIB do Agronegócio de São Paulo

Notice: Undefined property: ControllerTexto::$categoria in /home/imagenet/cepea.com.br/view/template/texto/texto.phtml on line 187 Call Stack: 0.0001 233912 1. {main}() /home/imagenet/cepea.com.br/index.php:0 0.0002 236464 2. require('/home/imagenet/cepea.com.br/config.php') /home/imagenet/cepea.com.br/index.php:38 0.0020 238112 3. require('/home/imagenet/cepea.com.br/system/starter.php') /home/imagenet/cepea.com.br/config.php:75 0.0057 3861648 4. Funcoes->imagenet_controller() /home/imagenet/cepea.com.br/system/starter.php:41 0.0169 4057344 5. ControllerTexto->index() /home/imagenet/cepea.com.br/system/library/funcoes.php:92 0.0355 4104144 6. ControllerTexto->imagenet_view() /home/imagenet/cepea.com.br/controller/texto.controller.php:35 0.0357 4104584 7. include('/home/imagenet/cepea.com.br/view/template/texto/texto.phtml') /home/imagenet/cepea.com.br/controller/texto.controller.php:295

O PIB do Agronegócio do Estado de São Paulo é calculado pelo Cepea com apoio financeiro da Federação das Indústrias do estado de São Paulo (Fiesp).
 

                                                                                           

 


O PIB do Agronegócio de São Paulo representa cerca de 20% do PIB do Brasil. Em relação à economia paulista, a participação do agronegócio é de aproximadamente 15%, gerando também perto de 15% dos empregos formais do estado. A maior parte desses empregos está na agroindústria (35%) e em serviços (47%), ficando o segmento primário com 16%. Esses números não incluem o trabalho da mão de obra familiar, importante nas propriedades rurais menores.

 

2015  Relatório Completo

 

2014 Relatório Completo

 

2015: PIB Agro de SP recua 1,7% no ano

 

O PIB do agronegócio do estado de São Paulo acumulou queda de 1,7% em 2015, segundo indicam pesquisas do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, com o apoio da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). Apesar do recuo, a taxa foi mais amena que registrada em 2014, quando o setor retraiu 3,6%. O que levou a esta relativa melhora foi a reversão da queda abservada anteriormente para o segmento primário e a retração menos expressiva da agroindústria e dos serviços.

 

Pesaram sobre o desempenho do setor os resultados negativos para as atividades industriais (indústria de insumo e de processamento) e de serviços, que se sobrepuseram ao crescimento do segmento primário ("dentro da porteira"). As variações dos segmentos, no comparativo de janeiro a dezembro de 2015 com 2014, foram de -6,9% para insumos, +0,7% para o primário, -1,7% para a indústia de processamento e, refletindo os resultados dos segmentos a montante, -1,6% para os serviços agropecuários.

 

Para o setor agrícola, o destaque ficou com os insumos, que tiveram queda de 9,9%. No mesmo ramo, a indústria e os serviços recuaram 1,6% e 1,4%, respectivamente, enquanto as atividades primárias (rendimento das lavouras) cresceram 1,1%. No setor pecuário, todos os segmentos apresentaram baixa. A taxas negativas mais expressivas foram para a indústria de processamento e para os serviços. Ao ser avaliada a evolução do volume produzido, apenas o segmento primário da agricultura não teve recuo em 2015.

 

O PIB do agronegócio paulista foi, então. estimado em R$ 230 bilhões no ano de 2015, com 81,4% (R$ 187 bilhões) provenientes da agricultura e 18,6% (R$ 42,8 bilhões), do ramo pecuário. Com essas cifras, o PIB do agronegócio de São Paulo representou 18,5% do PIB do agronegócio brasileiro e cerca de 12% do PIB total do estado.

Contato

pibcepea@usp.br

Equipe

Equipe

Coordenador
Geraldo Sant'Ana de Camargo Barros, Ph.D 
Professor titular Esalq/USP; coordenador científico do Cepea

 

Pesquisadores Cepea
Adriana Ferreira Silva, Dra.
Arlei Luiz Fachinello, Dr.

 

Equipe de apoio
Nicole Rennó de Castro
Leandro Gilio

Séries de Preços

Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado